Área do cabeçalho
Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Observatório de Políticas Públicas

Área do conteúdo

Pandemia e ciência | Resultados da COP26 em Glasgow | Cadeia Alimentar e efeito estufa

Data de publicação: 12 de novembro de 2021. Categoria: Eventos, Geral
CEE - Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz
Pesquisa, Política e Ação em Saúde Pública

“O nosso futuro depende do avanço científico”, sublinha o presidente da SBPC, Renato Janine Ribeiro

A pandemia da covid-19 trouxe de volta a discussão sobre a importância da ciência e seus benefícios para a população e a sociedade. Essa é uma das conclusões dos participantes de uma audiência pública sobre a percepção da sociedade acerca da importância da ciência para o País, realizada pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados em 08/11/21 e publicada no site da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). “A ciência precisa ser transversal nas políticas do País. Nós precisamos ter todas as áreas — desde as cadeias produtivas industriais até a política de mobilidade urbana — com centralidade na ciência. E o carro chefe devia ser a questão ambiental para a introdução dessa transversalidade”, explica Flávia Calé da Silva, presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), ao destacar o papel da ciência em um novo projeto nacional. A audiência foi transmitida ao vivo pelo YouTube e aberta a perguntas pelo portal e-Democracia.

Os principais resultados da Cúpula de Líderes Mundiais da ONU na COP26 em Glasgow

“Muitos dos países que assinam a Declaração de Glasgow precisariam fazer correções de rota significativas e em curto prazo para alinhar suas políticas e planos nacionais com o objetivo coletivo da Declaração de reverter e interromper o desmatamento. Portanto, responsabilizar os governos será essencial para que esse objetivo seja atingido”, dizem os autores do artigo Takeaways from the UN World Leaders Summit at COP26, publicado originalmente no site WRI Insights do World Resources Institute e republicado no site WRI Brasil com o título Os principais resultados da Cúpula de Líderes Mundiais da ONU na COP26 em Glasgow. De acordo com os autores, a “Declaração é apenas um elemento dentro de um pacote de iniciativas complementares anunciadas em Glasgow, destinadas a catalisar mudanças sistêmicas no comércio internacional, nos sistemas financeiros e nas políticas internas que impulsionam o desmatamento”. Como exemplo dessas iniciativas, eles apontam duas delas voltadas à proteção das florestas: os compromissos de instituições financeiras para eliminar o desmatamento de suas carteiras de investimento e as promessas de novos financiamentos para apoiar os povos indígenas.

Cadeia de abastecimento alimentar poderá se tornar um dos maiores emissores de gases de efeito estufa

Dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) revelam que a cadeia de abastecimento alimentar poderá ultrapassar a agricultura e o uso da terra como o maior contribuinte para emissões de gases de efeito estufa. De acordo com o texto, publicado no site das Organizações Unidas e republicado pelo site Ecodebate, isso ocorre, entre outros fatores, pelo rápido crescimento de funções como processamento, embalagens e transporte de alimentos. “31% do total de emissões, ou 16,5 bilhões de toneladas, são provenientes de sistemas agroalimentares, um aumento de 17% em relação a 1990, quando a população global era menor”, destaca a publicação.

Postado por: William Roniê, em 12/11/2021

Acessar Ir para o topo